29 de abr de 2009

Aniversariante do Dia

Hoje é dia de comemoração. A Lila está comemorando seu aniversário.
O pessoal da TRIBO festejou com a Lila mais esta data de alegrias, com uma festa muito animada e de muitas fantasias.
Que Deus te abençoe e lhe dê muitas alegrias e felicidades junto daqueles que você mais gosta.
FELICIDADES !!
Fotos da festa você pode acessar aqui

Read more...

28 de abr de 2009

Saudades...

Texto que achei interessante compartilhar com meus amigos, pois a vida passa muito rápida e devemos deixar de lado coisas pequenas.

Um dia a maioria de nós irá se separar.
Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos.
Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano.
Enfim... do companheirismo vivido.
Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida.
Talvez continuemos a nos encontrar. Quem sabe, nos e-mails trocados...
Podemos nos telefonar, conversar algumas bobagens...
Passarão dias, meses, anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro.
Vamos nos perder no tempo...
Um dia nossos filhos ou netos verão aquelas fotografias e perguntarão:
Quem são aquelas pessoas?
Diremos que eram nossos amigos.
E isso vai doer tanto...
A saudade vai apertar bem dentro do peito.
Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente...
Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo.
Entre lágrimas, nos abraçaremos.
Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante.
Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida isolada do passado.
E nos perderemos no tempo mais uma vez.
Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixe que a vida passe em branco e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

“Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos”
Vinícius de Moraes
Texto : Recebido por e-mail
Foto : Internet

Read more...

26 de abr de 2009

Almoço com Amigos

Domingo de sol maravilhoso, e a TRIBO DO ASFALTO ofereceu um almoço aos seus parceiros e amigos de estrada.

Aproveitando que os amigos estavam em São Francisco do Sul no IV MOTO SÃO CHICO, convidamos todos para darem uma passada na nossa sede.
Estiveram presentes diversos MCs amigos, que saborearam um almoço regado com aquela cervejinha gelada..
Muito papo, descontração, alegria e amizade marcaram este domingo de retorno aos seus lares.
Ficamos alegres e muito gratos a todos que estiveram nos prestigiando.
Para ver como foi o evento, clique aqui e veja todas as fotos.
Valeu galera e até outro dia.

Read more...

25 de abr de 2009

Campanha

Recebemos o convite do Francisco (MC Liberdade) para participarmos do Lançamento da Campanha de Prevenção de Acidentes de Motocicletas.
Como não podia deixar de ser, a TRIBO DO ASFALTO esteve prestigiando essa ótima iniciativa do CEPAM (Centro de Prevenção de Acidentes de Motocicletas) aqui de Joinville.
Já falamos anteriormente sobre o CEPAM e sobre os números alarmantes de acidentes de motos em nossa cidade aqui
Houve muitas palestras e apresentações, todas voltadas à conscientização dos motociclistas quanto à atitude no trânsito.
Parabéns o pessoal que organizou a campanha, e também aos motociclistas que compareceram, e a partir de agora mais ainda consciência no trânsito, pois sua vida vale muito.
Como disse nosso amigo Ulisses da AMO-SC, “sempre tendemos a pensar que o raio nunca vai cair em nossa cabeça. Estamos errados, ele cai e cai mesmo ou pior ainda, pode cair na cabeça de nossos filhos, nossos netos e entes queridos”.
Pensemos muito sobre isso, e vamos curtir muito a vida que esse é o intuito de nossa paixão pelas motos e viagens.

Read more...

24 de abr de 2009

Estranho personagem

Estranho personagem, esse tal de motociclista.

Difícil crer que seja possível preferir o desconforto de uma motocicleta, onde se fica instavelmente instalado sobre um banquinho minúsculo, tendo que fazer peripécias para manter o equilíbrio e torcendo para que não haja areia na estrada.

Como podem achar bom transportar o passageiro, dito garupa, sem nenhum conforto ou segurança, forçando o coitado a agarrar-se à pança do motociclista, sujeitando ambos a toda sorte de desconfortos, como chuva, ou mesmo aquela "ducha" de água suja jogada pelo carro que passa sobre a poça ao lado, ou de ficarem inalando aquele malcheiroso escapamento dos caminhões em uma avenida movimentada como a marginal Tietê, por exemplo, sem falar da necessidade de se utilizar capas, casacos e capacetes, mesmo naqueles dias de calor intenso.

Isso tudo enquanto convivemos numa época em que os automóveis nos oferecem toda sorte de confortos e itens de segurança.

Ar-condicionado, que permite que você chegue ao trabalho sem estar fedendo e suado; "air bags", barras laterais, cintos de três pontos, etc., que conferem ao passageiro uma segurança mais do que necessária; som ambiente; possibilidade de conversar com os passageiros (OS passageiros...) sem ter que gritar e assim por diante.


Intrigante personagem, esse tal de motociclista.

Apesar de tudo o que disse acima, vejo sempre em seus rostos um estranho e particular sorriso, que não me lembro de haver esboçado quando em meu carro, mesmo gozando de todas as facilidades de que ele dispõe.

Passei, então, a prestar um pouco mais de atenção e percebi que, durante minhas viagens, motociclistas, independente de que máquinas possuíssem, cumprimentavam-se uns aos outros, apesar de aparentemente jamais terem se visto antes daquele fugaz momento, quando se cruzaram em uma dessas estradas da vida. Esquisito...

Prestei mais atenção e descobri que eles freqüentemente se uniam e reuniam, como se fossem amigos de longa data, daqueles que temos tão poucos e de quem gostamos tanto.

Senti a solidariedade que os une. Vi também que, por baixo de muitas daquelas roupas de couro pesadas, faixas na cabeça, luvas, botas, correntes e caveiras, havia pessoas de todos os tipos, incluindo médicos, juízes, advogados, militares, etc. que, naquele momento, em nada faziam lembrar os sisudos, formais e irrepreensíveis profissionais que eram no seu dia a dia.

Descobri até alguns colegas, a quem jamais imaginei ver paramentados tão estranhamente. Muito esquisito... Ao conversar com alguns deles, ouvi dos indizíveis prazeres de se "ganhar a estrada" sobre duas rodas; sobre a sensação deliciosa de se fazer novos amigos por onde se passa; da alegria da redescoberta do prazer da aventura, independente da idade; e da possibilidade de se ser livre e alegre, rompendo barreiras que existem apenas e tão somente em nossas mentes tão acostumadas à mediocridade.

Vi, ouvi e meditei sobre o assunto.

Mudei minha vida...


Maravilhoso personagem, esse tal de motociclista.

Muitas motos eu tive, mas jamais fui um verdadeiro motociclista, erro que, em tempo, trato agora de desfazer. Mais que uma nova moto, a moto dos meus sonhos. Mais que apenas uma moto, o rompimento dos grilhões que a mim impunham o medo e o preconceito e que por tanto tempo me impediram de desfrutar de tantas aventuras e amizades.

Deus sabe o tempo que perdi e as experiências que deixei de vivenciar. Se antes os olhava com estranheza, mesmo sendo proprietário de uma moto (mas não um motociclista), vejo-os agora com profunda admiração e, quando não estou junto, com uma deliciosa pontinha de inveja.

O interessante, é que conheço pessoas que jamais possuíram moto, mas que estão em perfeita sintonia com o ideal motociclista.

Algumas chegam até mesmo a participar de encontros e listas de discussão, não que isto seja imprescindível ou importante. O que importa é a filosofia envolvida.

Hoje, minha esposa e eu, montados em nossos sonhos, planejamos, ainda timidamente, lances cada vez maiores, sempre dispostos a encontrar novos velhos amigos, que certamente nos acolherão de braços abertos.

Talvez, com um pouco de sorte, encontremos algum motorista que, em seu automóvel, note e ache estranho aquele personagem que, passando em uma motocicleta, com o vento no rosto, ainda que sob chuva ou frio, mostre-se alheio a tudo e feliz, exibindo um largo e incompreensível sorriso estampado no rosto.

Quem sabe ganhemos, então, mais um irmão motociclista para o nosso grupo.


Fernando Drummond - Recebido via e-mail do nosso amigo Gerson

Read more...

23 de abr de 2009

Novos Integrantes

A TRIBO DO ASFALTO está em festa, pois nestes últimos dias tivemos a felicidade de termos recebido dois novos integrantes.
Nasceram os filhos dos nossos companheiros Dad Névio e Dad Padilha.
No dia 07 foi o Theo filho do Padilha e da Katiuscia..
Ontem foi a vez do Matheus Henrique, filho do Névio e da Adri.

Parabéns aos "papais frescos", e que Deus ilumine a todos com muita saúde, sorte e alegrias.

Read more...

22 de abr de 2009

O motoqueiro e o motociclista

Uma pequena estória que exemplifica muito bem, como devemos nos portar no trânsito não importando quem é quem nesse mundo do motociclismo..
Somente o que vale é atitude..
Leiam e reflitam..

O motoqueiro e o motociclista se encontram num cruzamento da cidade e inesperadamente começam o diálogo:
- E aí brother? - Perguntou um deles montado em uma moto de alta cilindrada.
- Certo mano. – Respondeu o outro.
- Posso te fazer uma pergunta?
- Manda aí, qual é?
- Seguinte, sempre quis saber por que é que vocês gostam tanto de buzinar?
- É que a buzina é o abre alas. Sabe “cumé né” a gente pede passagem.
- Ah... Então é isso.
- Agora é a minha vez de perguntar, posso?
- Fala brother.
- Porque vocês usam esses “jacos” sujos, cheios de broches e embleminhas?
Após uma longa gargalhada o outro responde:
- Sabe o que é quanto mais sujo, mais rodado, e na verdade não é sujeira, é poluição, são quilômetros e quilômetros de estradas, de viagens, e cada pin ou emblema tem uma história, são anos e anos rodados.
- Certo, é sua praia né, mas me diz outra coisa, esse capacete aí não é o tal do “coquinho”?
- Sim, é. - respondeu.
Ao que o outro lhe perguntou:
- Mas esse capacete não é aprovado, e aí, ele protege alguma coisa?
- Olha... É que... Veja bem, eu acho bonito e agradável de usar, mas realmente não é aprovado pelo Inmetro.
- Pois é né. (sorri com ironia)
Ao que o outro replicou:
- Vocês cacimbinhas são malucos, aceleram tudo no meio dos carros, isso não é mais perigoso?
- Não, pois eu respeito à velocidade da via, e reduzo quando estou no corredor.
- Já eu acelero tudo na estrada e várias vezes já colei o velocímetro.
- Ué, mas a velocidade máxima nas estradas não é 120?
- Ah... Mas quando eu sinto o vento no rosto, a sensação de liberdade aflora...

De repente o semáforo abre e eles se despedem. Um deles acelera deixando no ar um ronco ensurdecedor, com seu escape aberto. Então o outro de volta à rotina de trabalho dá um leve toque na buzina, enquanto pensa consigo: “... engraçado, depois eu é que sou o MOTOQUEIRO”.

Moral : Não importa a cilindrada de sua moto, sua atitude no trânsito dirá se você é MOTOQUEIRO ou MOTOCICLISTA.
Fonte : Kátia Perugini – Psicóloga - Diretora de relacionamento da ABRAM

Read more...

19 de abr de 2009

Evento

A TRIBO DO ASFALTO esteve presente neste final de semana no evento Tunning Party Brasil..
Um excelente evento, uma ótima organização e muitas pessoas passando pelo stand da TRIBO.
Novamente a TRIBO deu um exemplo de participação e companheirismo..
Algumas fotos do evento aqui

Read more...

16 de abr de 2009

Aniversariante do Dia

O integrante da TRIBO que está completando aniversário hoje é o Evandro.
Com certeza iremos comer aquele Churrasco regado pelas “loiras geladas” por conta do aniversariante.

Que Deus te abençoe e que você consiga realizar todos os seus sonhos!!!
Felicidades..

Read more...

14 de abr de 2009

Twitter

Agora a TRIBO DO ASFALTO também está no Twitter.
Se pessoas famosas como Barak Obama, Tom Cruise, Danica Patrick e até o Valentino Rossi já estão por lá, por que a TRIBO DO ASFALTO não estaria também..??
Se você tem dúvidas como o Twitter funciona, clique aqui e saiba como utilizar..
Para ver e nos seguir, clique ao lado.

Read more...

12 de abr de 2009

Hip Hip Hurra...

A aniversariante de hoje é a JANE..
O pessoal da TRIBO abraça a JANE por mais esta data.

Que Deus te abençoe e lhe dê muita alegria e felicidades junto daqueles que você mais gosta.
E que as alegrias deste dia persistam para sempre!
Parabéns e Muitas Felicidades!!

Read more...

11 de abr de 2009

Feliz Páscoa

Páscoa é ser capaz de mudar,
É partilhar a vida na esperança,
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.

Páscoa é dizer sim ao amor e à vida,
É investir na fraternidade,
É lutar por um mundo melhor,
É vivenciar a solidariedade.

Páscoa é ajudar mais gente a ser gente,
É viver em constante libertação,
É crer na vida e vencer a morte.

Páscoa é renascimento, é recomeço,
É uma nova chance pra gente melhorar
As coisas que não gostamos em nós.

Para sermos mais felizes por conhecermos
A nós mesmos mais um pouquinho e vermos
Que hoje somos melhores do que fomos ontem.

Read more...

9 de abr de 2009

Projeto de Lei

Projeto proíbe moto de baixa potência em via de trânsito rápido

A Câmara analisa o Projeto de Lei 4701/09, do deputado Waldir Neves (PSDB-MS), que proíbe o trânsito de motocicletas com potência inferior a 125 cilindradas em vias federais de trânsito rápido ou arterial - onde a velocidade máxima é de 80 km/h e 60 km/h, respectivamente.
Segundo o projeto, essas motocicletas somente poderão circular em vias locais e coletoras, nas quais a velocidade máxima é respectivamente 30 km/h e 40 km/h.
É comum, de acordo com o deputado, que a presença de motocicletas de baixa potência cause freadas e acidentes nas vias de trânsito mais rápido, pois os motociclistas nesses casos não conseguem desenvolver velocidade suficiente para acompanhar o movimento dos automóveis e caminhões.
A proposta muda o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9503/97).

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Veja o projeto de Lei aqui.
Fonte : ABRAM

Read more...

7 de abr de 2009

Hip Hip Hurra...

Quem faz aniversário nesta data é nosso parceiro de TRIBO " quase DAD " Névio.
O pessoal irá comemorar numa festa A LA TRIBO na casa do aniversariante.
Desejamos TUDO DE BOM, com mais um ano de muitas alegrias, boas companhias, saúde e felicidades !

Read more...

6 de abr de 2009

Os "12 Mandamentos" do Motociclista

1 – Mantenha a motocicleta sempre em ordem
Verifique a calibragem e o estado geral dos pneus; cheque o funcionamento do farol, setas, lanterna e luz de freio; verifique o cabo, lonas, ou pastilhas, fluido e a regulagem se for freio hidráulico; confira o cabo, e a regulagem da folga ideal do sistema hidráulico; revise os amortecedores traseiros e as bengalas dianteiras quanto a vazamentos; verifique a vela, cachimbo e cabo; troque periodicamente o conjunto de coroa, corrente e pinhão; tenha sempre a mão a CNH e o CRLV; utilize o protetor de pernas (mata-cachorro) e a antena anti-cerol.

2 – Pilote utilizando equipamentos de segurança
Capacete aprovado pelo Inmetro; calça e jaqueta de tecido resistente (preferencialmente de couro); botas ou sapados reforçados e luvas (de preferência de couro).

3 – Reduza a velocidade
Quanto menor a velocidade, maior será o tempo disponível para lidar com o perigo de uma condição adversa ou situações inesperadas, como mudança súbita de trajetória de outro veículo.

4 – Atenção e concentração
O ato de pilotar motocicletas exige muita atenção do motociclista, por isso evite se distrair.

5 – Respeite a sinalização de trânsito
Conheça e respeite os sinais e as placas de trânsito.

6 – Cuidado nos cruzamentos
Os cruzamentos são os locais de maior incidência de acidentes de trânsito, então redobre a atenção e reduza a velocidade ao se aproximar dos mesmos, principalmente nos cruzamentos sem sinalização de semáforos.

7 – Cuidado nas ultrapassagens
Sinalize as manobras com antecedência e certifique-se de que você realmente foi visto pelo motorista a ser ultrapassado. Tenha cuidado ao passar entre veículos, principalmente ônibus e caminhões.

8 – Cuidado com pedestres
Lembre-se de que o pedestre tem prioridade no trânsito urbano. Seja cordial e fique alerta para os pedestres desatentos, principalmente crianças e idosos.

9 – Seja visto
Ao pilotar à noite, use roupas claras e com materiais refletivos.

10 – Alcoolismo
Está comprovado que bebida e direção não combinam. Então, se beber, não pilote. Fique vivo no trânsito.

11 – Mantenha distância
É imprescindível manter uma distância segura dos veículos à frente (cerca de cinco metros), principalmente em avenidas e rodovias.

12 – Cuidado com a chuva
Redobre a atenção, reduza a velocidade e evite freadas bruscas; lembre-se de que nestas condições o tempo de frenagem é duas vezes maior que o normal.

Elaborado por Lucas Pimentel, presidente da Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM).

Read more...

5 de abr de 2009

NOSSA VIDA É ANDAR (VI)...

Eventos em que os integrantes da TRIBO DO ASFALTO MC estiveram presentes no mês de Março.

8º Aniversário Tribo do Asfalto – Joinville (SC)
15º Encontro de Motociclismo – Termas de Gravatal (SC)
XI Motocão – São Miguel do Oeste (SC)
6º Aniversário MOICANA MC – Massaranduba (SC)

1º Aniversário Demônios da Estrada - Colombo (PR)
Criaturas Além da Imaginação – Curitiba (PR)


Ontem, já no primeiro final de semana de Abril a TRIBO esteve no evento de Confraternização dos Beronhas MC

Valeu e até os próximos...

Read more...

3 de abr de 2009

MOTOCICLISTA, VOCÊ FAZ A DIFERENÇA?

Texto muito interessante, que devemos ler e adotar no nosso dia-a-dia..

Entre um encontro e outro, é fácil encontrar figuras exóticas com visual totalmente diferente, marcando presença com suas possantes motocicletas.
Algumas delas, também a caráter, cheia de penduricalhos, desde uma galinha de borracha pendurada na garupa, ou então os visores cobertos de adesivos.
Vestidos com blusões e calças de couro, mesmo num clima quente dos trópicos, serve para proteger de qualquer lesão numa possível queda. Mas esses motociclistas querem mais do que segurança...
Carregados de bugigangas, como botons e artefatos de metal, bandanas e lenços amarrados, botas cheias de fivelas, o motociclista é diferente dos demais mortais...
As vezes isoladamente ou em Moto Clubes, que investem nos trajes de gala, colocando o brasão nas roupas, e criando o que podemos chamar de fardas, para desfilar nas festividades se destacando dos outros grupos.
Essa é a diferença, que demonstra o quanto o efeito visual é importante, para que o motociclista deixe sua marca nos eventos.
E por detrás destes homens adultos, com seus brinquedos caros, existem pessoas comuns. Empresários, médicos, banqueiros, comerciantes, jornalistas, pais de família, que nos finais de semana liberam toda a sua paixão, pelo prazer de viver em função de sua moto.
Nas estradas, são camaradas, irmãos que se unem para ajudar um ao outro, independente de qualquer Moto Clube.
Neste meio, vemos a admiração dos motociclistas pelos companheiros que viajam de muito longe, trazidos pelas suas motos para participar do encontro, deixando de lado a fronteira de um preconceito que possa existir entre eles.
Mas a questão é... Motociclista, você faz a diferença?
Nas estradas é comum ver entre um vilarejo e outro, a admiração da população local. Máquinas que passam, ao som estridente dos motores, rasgando as estradas e deixando no imaginário das crianças, que fazem questão de acenar, a visão de super-heróis.
Marcando por apenas alguns minutos, o tempo suficiente para o último da fileira sair da área urbana, a sensação de beleza e força!
Neste momento nada mais ficou para trás. Apenas mais uma cidadezinha na estrada. Mais alguns quilômetros de viajem, mais nada....
O melhor para um motociclista é observar a natureza que esta sempre a sua volta. Mesmo no calor da caatinga, ou no frio de alguma serra, esta e a hora de reflexão para ele...um momento mágico e solitário.
Não creio que admirar a pobreza destes vilarejos possa ter algum sentido nestas viagens...
Afinal de contas, participar de campanhas e mais campanhas solidárias, organizadas nos encontros já e uma maneira de ajudar...
Sem contar aquelas em que seu Moto Clube já participa, organizadas durante as reuniões semanais...
Mas nunca é demais lembrar que neste pais, vivemos uma guerra absurda contra a fome! Uma guerra onde não há vencedores, mas sim derrotados!
A pouco li a historia de um soldado, num pais estrangeiro, que nas viagens para chegar ate ao front, encontrou varias crianças, marcadas pela pobreza que a guerra criou. O soldado para amenizar a fome. Deu todo o suprimento de chocolate e biscoito que recebia do exercito. Não era muito, mas foi o suficiente para ele ver nos olhos daquelas crianças um pouco de esperança.
Mesmo que aquele ato tenha sido em vão porque não resolveria o problema da fome, ele lhes deu algo mais.
A esperança de um mundo melhor.
Ele fez a diferença, num momento em que nada mais fazia diferença para ele, um soldado, que estava ali para lutar e até, morrer pelo ideal de seu País.
Ser diferente, se vestir diferente, andar diferente, todo mundo consegue, e só querer...
Mas fazer a diferença e algo incomum.
Pense nisso, da próxima vez em que estiver em sua moto nas estradas passando por algumas destas cidadezinhas.
Fonte : MOTO SEGURANÇA - Manual do Motociclista

Read more...

1 de abr de 2009

1º de Abril

As pessoas pregam peças e passam trotes no dia 1º de abril há muito tempo.
Porém poucos sabem a origem desse costume, e para agregarmos um pouco de “cultura inútil” em nossas vidas, eu estou dando uma mãozinha.
Procurei em diversos locais, e creio que a nossa boa e velha Wikipédia nos explica um pouco sobre o assunto.
Mais os brincalhões de plantão que procurem fazer algo bem original, nada maldoso, para merecerem o título de bem-humorados e não ganharem a fama de "chatos de mau gosto".
Clique aqui e leia sobre esses costumes de primeiro de Abril.

Read more...

  ©Template by Dicas Blogger - Imagem do cabeçalho by Fernanda

Termos de Uso