30 de ago de 2009

Regulamentação de Lâmpadas

Lâmpadas que imitam xenon precisam ser registradas no documento do veículo.

Potência é similar às convencionais, mas lâmpadas têm cor diferente. Procedimento é semelhante ao adotado para regularizar xenon. Para os admiradores de faróis de gás xenônio que não querem ter dor de cabeça com a regularização do acessório, as lâmpadas quase brancas são tidas como uma saída por imitarem as lâmpadas de xenon, apesar do poder de iluminação muito inferior. Mas, na verdade, para instalar esses componentes o procedimento é semelhante ao adotado para os faróis de gás xenônio em carros usados que sairam de fábrica sem o equipamento.

Isso porque, de acordo com as resoluções 227 e 294, vigentes desde 1º de janeiro de 2009, que estabelecem requisitos referentes aos sistemas de iluminação e sinalização de veículos, qualquer modificação na iluminação do veículo deve ser informada ao Denatran. A única diferença para a liberação do xenon é que, no caso das lâmpadas mais brancas, não há a exigência do dispositivo de lavagem dos faróis e ajuste automático do facho de luz. As lâmpadas “tipo xenon” também são halógenas como as convencionais e, apesar de darem a sensação de mais potência por emitirem uma cor mais clara do que as amareladas, o poder de iluminação é muito próximo ao das lâmpadas tradicionais. Segundo o Denatran, por mais similar que o sistema seja do convencional, ao alterar as características de iluminação do carro, mesmo que seja o tom da cor das lâmpadas, o veículo precisa passar pela avaliação do órgão fiscalizador estadual.

Os interessados devem pedir uma autorização prévia para alteração de característica do veículo ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do seu estado. Depois de realizar a modificação dentro das normas previstas pelas Resoluções 227 e 294, o proprietário do veículo deve procurar um posto de inspeção licenciado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Se as alterações forem aprovadas é emitido um Certificado de Segurança Veicular (CVS) que deverá ser entregue ao Detran para que a modificação seja registrada no documento do veículo. Quem desrespeitar a lei e for flagrado pela fiscalização está sujeito a multa de R$ 127,69 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação e a retenção do veículo para regularização.

É importante lembrar que a legislação determina que, independentemente do tipo de lâmpada, a cor do facho de luz emitido pelo farol deve ser branca e a potência máxima permitida é de 60 watts para sistemas elétricos de 12 volts. Ou seja, lâmpadas de 100 w são proibidas pelo Denatran por prejudicar a visibilidade dos outros motoristas. O uso desses componentes mais potentes também podem danificar a parte elétrica, mesmo que o relê seja trocado, como recomendam os instaladores. Especialistas afirmam que a temperatura da lâmpada pode derreter ou escurecer os faróis.

Prós e Contras
Equipamento de série em alguns modelos nacionais, as lâmpadas que imitam xenon causam a impressão de mais luz, o que dá conforto para quem dirige. “Por ser uma lâmpada mais clara, a sensação da cor é diferente, dá ao motorista a impressão de que ele está enxergando mais”, afirma Egídio Vertanatti, engenheiro mecânico, associado à Sociedade de Engenharia Automotiva, a SAE BRASIL. “Mas é apenas impressão, já que os valores volumétricos entre as duas são quase iguais”. Segundo Salvatore Blanco, responsável pela área de pesquisa e desenvolvimento da divisão de iluminação automotiva da Magneti Marelli, em algumas lâmpadas internacionais há até uma certa diferença. “Mesmo assim ela é pequena, nada que chegue perto do poder de iluminação do xenon”.

Outra vantagem é que essas lâmpadas não exigem adaptação do sistema elétrico original do veículo. Por outro lado, por apresentarem um tom mais quente, retêm mais calor e costumam ter uma vida útil inferior à das tradicionais. “Se comparado a uma lâmpada normal a durabilidade é 30% menor, e pode chegar a 50% menos em relação às lâmpadas que saem de fábrica e possuem uma vida útil mais longa”, afirma Vertanatti. “Inclusive, uma das montadoras que adotou esses componentes de série em seus veículos resolveu voltar para as lâmpadas convencionais devido às reclamações referentes à constante queima do produto”.

No mercado há inúmeras opções de lâmpadas "tipo xenon" de até 60 watts, entre elas, a Cool Blue, da Osram, e a Blue Vision e Crystal Vision, da Phillips. Os preços sugeridos variam entre R$ 50 e R$ 125 reais, o par sem a instalação e, dependendo do modelo específico para cada veículo ou moto.
Fontes
Portal G1

Assessoria de Imprensa – Denatran
ABRAM

Read more...

28 de ago de 2009

Honda lança capacete

Honda lança capacete exclusivo da CB 300R

Como a moto, o novo capacete traz linhas agressivas e visual sofisticado.
Vem com o logotipo da moto em destaque e está disponível nas cores preto fosca, vermelho, prata e dourado.
Há entradas de ar esportivas e forro removível e lavável, fabricado em tecido pluma.

Sua viseira é anti-riscos, com abertura em seis estágios e sistema de troca rápida.
Toda a linha de capacetes da CB 300R pode ser encontrada nas concessionárias Honda de todo o país, ao preço sugerido de R$ 251,64.
Os capacetes da marca seguem as resoluções do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).
Fonte : Interpress Motor

Read more...

26 de ago de 2009

Aniversariante do Dia

Quem faz aniversário nesta data é nosso parceiro de TRIBO Jean “Guerreiro”..
Desejamos tudo de bom, com mais um ano de muitas alegrias, boas companhias, saúde e felicidades !
Que Deus te abençoe e que você consiga realizar todos os seus sonhos!!!
Parabéns !!

Read more...

25 de ago de 2009

Aniversariante do Dia.

Hoje é dia de comemoração. O nosso amigo e companheiro PAULO AMARAL está festejando mais um ano de vida..
O pessoal da TRIBO com certeza irá festejar com o PAULO mais esta data de alegrias.
Seja feliz hoje e sempre, e faça de cada dia um pequeno ponto de luz para iluminar a sua caminhada, seja feliz e faça os outros também felizes.
Parabéns... Feliz aniversário...
Muitos anos de vida e Paz!!!

Read more...

23 de ago de 2009

Salão Duas Rodas 2009

Um dos maiores eventos do setor de motocicletas, bicicletas, triciclos, quadriciclos, peças e acessórios na América Latina, o Salão Duas Rodas atrai a cada dois anos um contingente de milhares de pessoas. Marcado para o período de 7 a 12 de outubro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, a 10ª edição do Salão, organizada e promovida pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, projeta receber público superior a 200 mil pessoas, ultrapassando o registrado em 2007, quando a Feira reuniu visitantes de 25 estados e 21 países.

Informações Gerais
Salão Duas Rodas' 2009 - 10ª Edição
Feira Internacional de Motocicletas, Bicicletas, Peças, Equipamentos e Acessórios

Data
De 7 a 12 de outubro de 2009
Horário de Funcionamento
De 7 a 11/10 (quarta-feira à domingo)das 14 às 22 horas.
Dia 12/10 (segunda-feira) das 11 às 19 horas.
Local
Anhembi - São Paulo - SP - Telefone +55 11 2226-0400
Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana - CEP 02012-021 - São Paulo - SP

Ingressos
Pela internet: Aproveite desconto especial para compra antecipada a partir de setembro/2009.
** Para que sua Caravana tenha o seguinte benefício:
- Caravanas (da Grande São Paulo): Ingresso com desconto, desde que cadastrada e com no mínimo 30 pessoas
- Caravanas (de fora da Grande São Paulo): Ingresso com de desconto, desde que cadastrada e com no mínimo 15 pessoas
OBS: O cadastramento de caravanas, grupos e motoclubes estará disponível a partir de setembro 2009. A validação do cadastro será feita mediante a confirmação do pagamento.

ATENÇÃO
SÓ TERÃO OS PREÇOS ESPECIAIS COM DESCONTOS GRUPOS / CARAVANAS E MOTO CLUBE PREVIAMENTE CADASTRADOS.
NÃO SERÃO ACEITOS INGRESSOS COM DESCONTO SE O PORTADOR DO INGRESSO ESTIVER SEPARADO DO GRUPO.

Maiores detalhes no site : www.salaoduasrodas.com.br

Read more...

21 de ago de 2009

Pneu furou...e agora...??

Pode-se empurrá-la até o borracheiro ou utilizar os reparadores de pneus.
Eles agem instantaneamente e permitem que você chegue até um local que conserte o pneu.
Para evitar estas situações, faça uma inspeção diária no estado dos pneus. Troque-os sempre que estiverem desgastados além do limite de segurança. Com a câmara a situação é a mesma. Quanto mais novos, mais difíceis de furar.

O remendo a frio é o recurso mais indicado para vedar furos, mas requer muita prática do motociclista. Caso contrário, um simples furo pode virar um rasgo. Porém, se o motociclista já souber fazer o remendo a frio, o que exige algumas ferramentas para desmontar a roda, uma boa dica é comprar um kit para troca que vem com remendo, bomba de ar, lixas, espátulas e cola.

A maioria dos furos acontece na roda traseira. Para levar a moto até o borracheiro mais próximo, o motociclista deve sentar-se no tanque para aliviar o peso da parte traseira. Evite andar muito tempo nessa condição para que o pneu não acabe sendo rasgado. Se o furo ocorrer na roda da frente, a locomoção é mais difícil. O correto é sentar-se sobre o bagageiro, o que diminui a dirigibilidade. Nos dois casos se deve andar em baixa velocidade e evitar os buracos. Boa idéia é levar uma câmara reserva em viagens de percursos mais longos, e um reparador de Pneu como fazem os praticantes de rali.

Caso o furo seja na traseira, o motociclista não deve esquecer a tensão da corrente ao recolocar a roda para que não fique frouxa ou solta. Além disso, tem de se certificar se ela está perfeitamente alinhada.

Precaução
Cuidar do pneu aumenta sua vida útil. Mantenha sempre com a calibragem indicada pelo fabricante. Pneus cheios demais aumentam a vibração da moto. Com pressão de menos desgastam as laterais do pneu e fazem a moto gastar mais combustível. Verifique sempre o estado de conservação das rodas. Caso estejam amassadas ou danificadas podem fazer com que o pneu esvazie. Cuidado com os produtos para limpar e embelezar os pneus. Alguns possuem substâncias que ressecam o pneu podendo rachar a borracha.

Cuidado! Perigo !
A montagem inadequada pode causar explosão do pneu e ferimentos sérios.

Siga estas instruções para a montagem
• Use proteção adequada para os olhos.
• Limpe e lubrifique o talão e o aro.
• Observe e siga as setas direcionais na lateral do pneu para garantir a montagem correta. (Importante: Há algumas linhas de produtos que não têm estas setas).
• Trave o pneu e o aro numa máquina de montagem ou dentro de uma gaiola de proteção.
• Calibre a válvula de escape na mangueira de ar a 40 PSI (280 k Pa).
• Use calibrador de pressão e mangueira de extensão com trava que segure a mangueira ao pito de ar.
• Mantenha qualquer parte do seu corpo fora do perímetro do conjunto de pneu e aro.
• Infle o pneu com a válvula dentro do pito de ar.
• Nunca infle acima de 40 PSI (280 k Pa) para encaixar o talão do pneu.
• Gire a roda e verifique o assentamento do talão do pneu e o alinhamento.
• Se o talão do pneu não se encaixar até 40 PSI (280 k Pa), deve-se esvaziar o pneu e repetir os procedimentos acima.

Aviso de Segurança
• Sempre use pneus cujas medidas e tipo de construção (radial ou diagonal) são iguais ao equipamento original para reposição.
• Sempre use pneus da mesma marca e desenho na roda dianteira e traseira.
• Na reposição sempre use os pneus especificados no Manual do Usuário da sua motocicleta.

Agora é só curtir a paisagem e o vento no rosto..
Valeu, boas estradas para todos..

Read more...

19 de ago de 2009

Diminua a Velocidade..

Um vídeo muito interessante, que comprova que uma pequena diferença de 5 km por hora na velocidade final, pode fazer um enorme estrago num acidente.

Isso serve de alerta a todos, pois no nosso caso o contato é direto com nosso corpo.

Vamos desacelerar e curtir mais as estradas e as paisagens.

Recebido via e-mail da Silvia - Blood Brothers MC

Read more...

17 de ago de 2009

Sábado de Sol...

Não, não é a música dos Mamonas Assassinas e nem a galera foi comer feijão..
Num dia maravilhoso para viajar, a TRIBO DO ASFALTO botou o pé (ou as rodas) na estrada sentido São Bento do Sul.
Convidados pelo pessoal do RALADOS NO ASFALTO subimos a Serra Dona Francisca e fomos degustar um delicioso Boi Ralado no Espeto.
Muita alegria, amigos e descontração foi o que embalaram as horas maravilhosas que passamos lá com a galera.
O pessoal está de parabéns, o Boi Ralado estava tudo que é de bom...
Valeu pessoal e esperamos vocês por aqui para podermos retribuir
Todas as fotos você confere aqui...

Read more...

16 de ago de 2009

Aniversariante do Dia

Hoje estamos comemorando o aniversário do nosso companheiro e amigo Paulo Machado (Paulão).
O pessoal se antecipou e fez uma festa para o Paulo já na sexta-feira.
Desejamos tudo de bom, com mais um ano de muitas alegrias, boas companhias, saúde e felicidades..
Pedimos a Deus que te abençoe e conceda a realização de todos os seus sonhos.
Parabéns !!!

Read more...

14 de ago de 2009

ANDAR EM BONDE

Uns dos pontos que os motociclistas que andam em bonde têm mais dificuldade de ter harmonia é a questão da velocidade.

Cada motociclista dentro de um moto clube tem um pensamento sobre de como devem andar em bonde.

Inicialmente vem a idéia que os motociclistas de um moto clube devem andar sempre juntos, eu também tinha está opinião no início, porém com o tempo vi que é um objetivo muito difícil de ser alcançado.

Tal objetivo, andar junto, é difícil ser alcançado por contrariar o primeiro fundamento de todo motociclista que é – liberdade.

Não somos iguais ao nosso outro irmão motociclista que andará no bonde, inclusive não somos iguais a nós mesmos, pois um dia queremos ir com calma, outros dias já queremos enrolar o cabo.

Assim, diante da contrariedade do primeiro fundamento de todo motociclista e diante de nossas diferenças, como podemos alcançar igualdade de pensamento quanto à velocidade?

Será que os tão gostosos BONDES estão perto do fim ou em contra partida será que o princípio de liberdade é que está?

A meu ver, tudo passa por três questões, sendo estas: de organização, consciência e de respeito a sua palavra.

Da Questão de Organização
Devem os motociclistas ao combinar uma viagem em conjunto, formando um Bonde, organizar e deixar bem claro a todos os seus participantes que:

1 . A qual velocidade o Bonde vai andar;
2 . Qual a distância a ser percorrida entre cada parada, já determinando os locais de parada, se for assim for possível;
3 . O tempo de cada parada;
4 . Local de encontro no destino;
5 . Outros aspectos.

Uma questão importante, se nada for combinado ou organizado não se poderá exigir ou mesmo querer que qualquer motociclista tenha respeito ou siga o bonde, pois ele não criou compromisso.

Da Questão de Consciência
Devemos ter em mente sempre o primeiro fundamento do motociclista que é o respeito à liberdade.

Assim, não existe qualquer desrespeito, falta de companheirismo se um motociclista decidir não ir no bonde no limite de velocidade fixado.

Tem cada motociclista o direito de escolher se anda mais forte ou não, se vai no bonde ou não.

A questão de consciência se faz presente no sentido que cada motociclista tem o dever de respeitar a decisão de seu amigo, de seu parceiro, se vai andar no bonde ou não.

Da Questão de Respeito à Palavra
Cada motociclista é livre, tem a liberdade de escolher se anda ou não no Bonde.

Porém, quando ele toma a decisão de andar no bonde ele esta empenhando sua palavra que vai aceitar as regras estabelecidas, tais como limite de velocidade, tempo de parada e outras decisões.

Ele deixará o seu direito fundamental de liberdade em prol de outro fundamento do motociclismo que é o do companheirismo.

Quando ele viola as regras do bonde, além de faltar com respeito aos demais motociclistas, deixa sua palavra sem valor e está colocando em risco a amizade e inclusive a segurança dos demais, pois a partir da formação do bonde estão contanto com ele.

A meu ver a questão do bonde versus velocidade pode ser definida através de uma simples atitude, tudo é questão de organização.
Ulisses José Ferreira Neto
Fonte : bodes do asfalto

Read more...

11 de ago de 2009

Motos de Turismo

Sem dúvida alguma, esta é a maneira mais confortável de viajar em duas rodas - e provavelmente uma das mais caras.
As "viajantes" são a poltrona do motociclismo - não necessariamente ágeis, mas é o que há de melhor e mais confortável para se andar nas estradas por aí.

Harley-Davidson Electra Glide
A Electra Glide da Harley é chamada de Ultra-Clássica - contando com todos os itens extras que você possa adicionar a uma moto.

Há um sistema de som estéreo com comunicação interna permitindo que piloto e passageiro conversem durante a viagem, além de uma coleção de paneiros e caixas de armazenamento. O cruise control também faz parte da máquina.

O motor V-Twin de 1690cc é o maior encontrado entre as motos Harley.

Esta é uma moto pesada - e você percebe isso em velocidade - todos os itens extras aumentam ainda mais o peso, mas fazem desta uma máquina impressionante, atraindo atenção por onde passa.Honda GL1800 Goldwing
A Honda Goldwing é mais um nome familiar - graças ao fato de que foi criada há 30 anos. Há também um imenso clube de proprietários dedicados à máquina.

A última versão é a 1832cc, uma casa de seis cilindros em rodas. O pacote tradicional inclui um estéreo, assentos acolchoados imensos e bolsas para carregar bagagem.

Na verdade, ela é muito mais fácil de pilotar do que parece. O motor de seis cilindros faz com que a moto fique estável até mesmo em velocidades baixas. Agora se você deixar a moto cair, talvez vá precisar de ajuda para levantá-la novamente.
BMW K1200LT
A viajante K1200LT encabeça a lista de motocicletas da BMW - basta dar uma olhada na lista de equipamentos para entender o porquê.

O compartimento de bagagem funciona também como um encosto e descanso de braço para o passageiro. Há assentos aquecidos, um computador e um sistema de som estéreo.

O motor duplo de 1171cc e 116bhp é um dos motores de quatro cilindros mais macios instalados em qualquer motocicleta. Ela também é capaz de alcançar uma velocidade máxima de 130mph - considerando os 387 kg que tem que carregar.

E tenham todos uma boa viagem..
Fonte : Discovery Channel

Read more...

9 de ago de 2009

Dia dos Pais

Um pai dá conselhos e encorajamento quando a gente precisa.
Um pai se importa com as coisas que são importantes para a gente.
Eu agradeço pai, pelos abraços, risos, alegrias, e momentos especiais a cada dia.
Por todas as maneiras com que você demonstrou o quanto amava e se importava, por sua paciência e seu humor.
Por tudo o que você sempre fez.

Parabéns a todos e que tenham um feliz Dia dos Pais.

Read more...

7 de ago de 2009

Novidade HONDA para 2010

Uma Custom Chopper da gigante Japonesa... Será que chega por aqui..?

A Custom Chopper Fury 1300, que criou tanta excitação no final do ano passado nos Estados Unidos, pela publicidade forte que a Honda Americana fez com uma propagação através da Internet a partir de três meses antes da sua apresentação, em janeiro no Moto Show em Nova York, agora de está na mídia da Europa, porque a Honda a incluiu entre as suas novidades para 2010 naquele continente.Porém na Europa não será chamada Fury, seu nome será VT CX 1300. Fury é a denominação reservada para o Mercado Americano, provavelmente devido registro de marca assim como aconteceu com sua CB 600 F Hornet.

No entanto, a VT CX 1300 é a primeira novidade Honda 2010 para o mercado Europeu e se trata de uma Custom ao extremo no estilo Chopper.
Com uma preparação especial, mas ao mesmo tempo limpo para a sua silhueta que seus potenciais proprietários podem decorar com todos os tipos de acessórios e extras para a sua personalização.Seu garfo comprido com barras de 45 mm de espessura e 102,4 mm de curso, Monoshock como suspensão traseira com 35 posições e 95 de curso.
Roda dianteira de 90/90 por 21 polegadas, enquanto a traseira calça um grosso pneu de 200 / 50 de 18 polegadas.

Freio a disco de 336 milímetros na dianteira e 296 mm na traseira, que é operado por duas pinças e um pistão (haverá também a versão com sistema ABS).
O motor é da família VTX 1312 cc, bicilíndrico em V a 52 graus arrefecidos por líquido com seis válvulas no total na dupla ignição, 5 marchas e transmissão final com eixo cardam especialmente desenhado para a VT CX 1300.

A potência declarada pela Honda é 38,3 kW a 4.250 RPM, que sobem a 52,1 HP com um torque máximo de 97,2 Nm a 2.000 giros, produzindo uma condução muito calma e agradável para o usuário.
Com seu longo e fino o tanque com capacidade para 13,1 litros, grande assento ao estilo cowboy para o condutor e pequenas almofadas triangulares para o passageiro, inspirando uma modificação de design através de acessórios para se levar mais uma pessoa na viagem.

Guidão largo dividido em dois, instrumentos digitais minimalistas, estilizado farol dianteiro e o farol traseiro bem pequeno fazem da VT 1300 CX muito sóbria, mas dando destaque para o belo motor perfeitamente acabado e brilhante, com muito poucos cabos e condutores, o que dá uma visão de simplicidade e esbeltez das linhas que não desagrada.
Esta é a nova Honda VT 1300 CX 2010, que na Europa deve estar rodando em poucos dias, porém o preço e a data de comercialização devem ser divulgados já no mês Setembro porque, desde abril já é vendida nos Estados Unidos.

Uma pequena amostra da máquina

Será que teremos uma chance de vê-la rodando em terras Tupiniquins..???
Esperamos que sim..
Fonte : solomoto30.com

Read more...

5 de ago de 2009

Palavras ao Vento

Certa vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão, que o vizinho acabou sendo preso.
Algum tempo depois, descobriram que era inocente.
O rapaz foi solto.
Após muito sofrimento e humilhação ele processou o homem.
No tribunal, o homem disse ao juiz:
- Comentários não causam tanto mal...
E o juiz respondeu:
- Escreva os comentários que você fez sobre ele num papel.
Depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho até sua casa.
Amanhã, volte para ouvir a sentença!
O homem obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse:
- Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem!
- Não posso fazer isso, meritíssimo! Respondeu o homem..
O vento deve tê-los espalhado por tudo quanto é lugar e já não sei onde estão!
O juiz respondeu:
- Da mesma maneira, um simples comentário que pode comprometer a moral de um homem, espalha-se a ponto de não podermos mais consertar o mal causado.
Se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada!

"Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos escravos de nossas Palavras".

Nunca se esqueça
Quem ama não vê defeitos... Quem odeia não vê qualidades...

E quem é amigo vê as duas coisas!!

Recebido por e-mail do Geraldo

Read more...

3 de ago de 2009

Acidentes

Conforme pesquisa realizada, acidentes com motos matam 10 mil em um ano.

Os acidentes de moto no país somaram dez mil mortos, mais de 500 mil feridos e um gasto de R$ 8 bilhões no ano passado, de acordo com o Instituto Brasileiro de Segurança no Trânsito.
Nos últimos dez anos, o número de mortes aumentou 1.000%.
A cada minuto, uma pessoa morre ou fica ferida por causa de acidentes com motocicletas.

Muitas das vítimas não usam equipamentos de segurança e nem fazem idéia dos estragos que um acidente pode causar. Quando um motociclista cai de sua moto, o asfalto vira uma lixa no atrito com a pele. E quanto maior for a velocidade da moto, pior para o condutor.

O professor de física Beraldo Neto faz o cálculo: se o piloto estiver a 60 km/h ele poderá deslizar entre 20 e 30 metros na queda, dependendo do tipo e das condições da pista. Cair de moto a 36 km/h equivale a uma queda de segundo andar de um prédio. Se o motociclista estiver a 72 km/h e cair, será o mesmo que ele despencar do sexto andar. Já para os pilotos de corrida, que podem se acidentar a 140 km/h, a queda é igual à altura de um prédio de 26 andares.

“No caso da moto o próprio piloto é o pára-choque, ao contrário do carro, que tem amortecimento natural por conta da lataria” indica o professor.

O motociclista Washigton Silva sofreu um acidente de moto. Um carro na contramão atingiu a motocicleta em que ele viajava com um amigo. O amigo morreu. “Estou com trauma de andar de moto. Espero que as pessoas vejam o que aconteceu comigo e tomem posição para não acontecer com alguns deles também”, disse Silva.

Os acidentes com motociclistas custam caro para o estado. Segundo o diretor do Hospital da Restauração do Recife, Hélder Corrêa, as vítimas de acidente ficam de três a quatro meses de internamento hospitalar. “Elas têm um custo social importantíssimo e um custo também financeiro elevado para o estado porque as orteses e próteses usadas para essas cirurgias são materiais caros”, explica Corrêa.

Atualmente, em 14 estados brasileiros as mortes de motociclistas superaram as mortes de pedestres. As autoridades acreditam que dentro de dois ou três anos, no máximo, as vítimas de acidentes de motocicletas serão parte do principal grupo de morte dentro dos acidentes de trânsito.
Fonte: Site de notícias G1 - rockriders.com.br
Foto : Internet

Read more...

  ©Template by Dicas Blogger - Imagem do cabeçalho by Fernanda

Termos de Uso